PSPE
PSPE
02 Jul
Carlos Zorrinho defende “autonomia estratégica” da defesa europeia como o melhor caminho para garantir a paz

Carlos Zorrinho defende “autonomia estratégica” da defesa europeia como o melhor caminho para garantir a paz

Os novos desafios geoestratégicos exigem que a União Europeia reforce as suas capacidades próprias de segurança e defesa, fortalecendo ao mesmo tempo a sua capacidade de participar de igual para igual em parcerias alargadas para manutenção da paz e prevenção de conflitos”, afirmou Carlos Zorrinho no hemiciclo de Estrasburgo.

 

Ao intervir no ponto da ordem de trabalhos relativo ao Programa Europeu de Defesa Industrial, o deputado considerou que “o desenvolvimento de uma indústria europeia de defesa mais forte é uma condição necessária para garantir a autonomia estratégica, garantir a segurança dos cidadãos europeus e gerar externalidades positivas através da partilha de inovação com as indústrias tradicionais e com a economia em geral”.  A autonomia estratégica "para nos defendermos é o melhor caminho para garantir a paz, uma das mais determinantes aquisições do projeto europeu nos seus mais de sessenta anos de existência”, acrescentou.

 

“É por tudo isto fundamental que o Fundo Europeu de Defesa proposto pela Comissão Europeia há cerca de um ano entre em execução a partir de 1 de janeiro de 2019, garantindo perspetivas sólidas à indústria europeia a partir de 2020”, sustentou Carlos Zorrinho, para quem “o Fundo Europeu de 500 milhões de euros é uma base de partida que deve ter em conta o seu efetivo uso pela indústria europeia, o fomento da inovação tecnológica para fins de defesa num sentido lato, e a inclusão das PME nos consórcios apoiados”.

 

De acordo com o deputado, “começar bem, com foco, sem cortes noutros programas europeus de financiamento, é um passo importante para a afirmação global da Europa num tempo em que a diplomacia e competitividade económica não podem ser desligadas da força de dissuasão de riscos de conflito bélico”.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu