PSPE
PSPE
11 Dez
Comissão especial sobre terrorismo recomenda a criação de unidade europeia de informação financeira

Comissão especial sobre terrorismo recomenda a criação de unidade europeia de informação financeira

Unidade europeia de informação financeira e reforma do IVA são recomendações apontadas pela Comissão especial sobre o terrorismo que discutiu na sessão plenária de Estrasburgo os resultados e recomendações dos deputados.

 

Ana Gomes descreveu o trabalho realizado como “intenso e sério” de forma a “corrigir erros e tornar mais eficaz um combate que é político, não só securitário”. Medidas “contra o chocante falhanço dos nossos governos” em aplicar legislação europeia no combate ao branqueamento de capitais e ao financiamento do terrorismo. “É necessário formar uma unidade de informação financeira europeia e reformar o IVA para impedir a fraude carrocel de continuar a financiar máfias transnacionais, incluindo terroristas”, disse.

 

Os Socialistas e Democratas (S&D) não aceitam “a tentativa de alguma direita estigmatizar emigrantes como se gerassem terroristas e como não fosse a falta de investimento público na inclusão social, a causa da radicalização de tantos cidadãos nascidos e criados em solo europeu”, argumentou Ana Gomes. Por outro lado, “não aceitamos a tentativa de estigmatizar muçulmanos quando eles constituem 95% das vítimas de terrorismo e quando precisamos deles para impedir atos de grupos terroristas”, prosseguiu.

 

Durante os trabalhos da comissão especial o Grupo S&D propôs medidas para o reforço da cooperação europeia, incluindo intellegence, no controlo das fronteiras, na propaganda e recrutamento online, vigilância do ciberespaço e contra o crescimento da violência de extrema-direita que “representa, cada vez mais, uma ameaça”, sustentou a deputada.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu