Desta vez há uma resposta europeia à crise

Desta vez há uma resposta europeia à crise 23.07.2020

Margarida Marques felicitou a Comissão Europeia “por ter sido criativa e construído uma proposta europeia ambiciosa e equilibrada”, de Quadro Financeiro Plurianual (QFP) e de Plano de Recuperação. “Desta vez há uma resposta europeia à crise.

 

 

Lembremos André Bradford

Lembremos André Bradford 18.07.2020

A Delegação Socialista Portuguesa no Parlamento Europeu recorda hoje com comoção o dia 18 de julho de 2019, em  que faleceu o nosso colega eurodeputado André Bradford. Recordamos neste dia, com saudade, a grande disponibilidade e o enorme entusiasmo de um Homem que gostava muito de política, de viver a vida e que se empenhou totalmente na luta pelo projeto europeu, por Portugal e pelos Açores.

 

 

Covid-19: Europa unida, resposta coordenada

Covid-19: Europa unida, resposta coordenada 14.07.2020

A possibilidade de uma segunda vaga de Covid-19 na Europa exige "uma Europa unida, com uma resposta global coordenada" dado que só assim "podemos corrigir o que não conseguimos fazer da melhor forma na primeira fase do surto", afirma Sara Cerdas na pergunta formulada à Comissão Europeia. A Comissão "deve apresentar uma estratégia robusta para fazer face à segunda fase, analisando o que falhou na resposta imediata e tentado melhorar os diferentes aspetos".

 

 

Proteger a democracia e o estado de direito

Proteger a democracia e o estado de direito 09.07.2020

Margarida Marques sugere um novo mecanismo “poderoso” que permita “agir sempre que se assista à violação do estado de direito”. Ao intervir na sessão plenária de Bruxelas, a deputada argumenta que qualquer país que pretenda aderiu à União Europeia tem de respeitar o estado de direito.

 

 

Pacto Europeu para migrações e asilo

Pacto Europeu para migrações e asilo 09.07.2020

Isabel Santos defendeu a necessidade de se “construir um pacto europeu para as migrações e asilo que honre os valores humanistas da União”. Ao intervir na sessão plenária de Bruxelas, a deputada disse ser necessário atuar, combater a impunidade e “assumir a defesa intransigente do multilateralismo e dos valores da União Europeia”.