Aumentar resiliência da União Europeia

Aumentar resiliência da União Europeia

20.05.2020

As três principais prioridades para a União Europeia agora são “reparar o mercado interno após as medidas de auxílio estatal, estabelecer o plano de recuperação económica e social e aumentar a sua resiliência”, afirmou Margarida Marques, relatora do Parlamento Europeu para o Quadro Financeiro Plurianual (QFP), durante um webinar para jornalistas sobre o orçamento a longo prazo e a resposta à crise.

A deputada insistiu que o fundo de recuperação seja ancorado no QFP. “A resposta da União Europeia à crise baseia-se no QFP e no fundo de recuperação. O QFP pode ser uma plataforma de acesso a outras fontes de financiamento”, sustentou.

No seminário online do Parlamento Europeu, Margarida Marques apelou a que o fundo de recuperação “seja criado o mais rapidamente possível de forma a evitar uma grande recessão”. Opinião partilhada pelos restantes deputados presentes. Todos saudaram a proposta franco-alemã de um fundo de recuperação de 500 bilhões de euros e reiteraram a posição do Parlamento Europeu sobre o plano de recuperação adotada em sessão plenária que decorreu na semana passada.

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, apresentará na sessão plenária do Parlamento Europeu, na tarde do dia 27 de maio, as propostas revistas do QFP e do plano de recuperação.