Ninguém sabe o que quer o Conselho Europeu

Ninguém sabe o que quer o Conselho Europeu

10.03.2020

“Oportunidade perdida” e “desilusão” foram palavras usadas por Margarida Marques para descrever o Conselho Europeu de 20 de fevereiro que terminou sem um acordo dos 27 sobre o Plano Financeiro Plurianual.

É urgente, como o era a 20 de fevereiro, que o Conselho adote a sua posição e comece a negociá-la com este Parlamento”, apontou.

A deputada sustentou, durante a sessão plenária de Bruxelas, que “enquanto esse acordo não chega, o Parlamento usará todos os instrumentos de que dispõe para acautelar que os cidadãos europeus possam beneficiar dos programas e financiamento respetivo no orçamento da União em 1 de janeiro de 2021”.

Um orçamento que “tenha capacidade para responder coletivamente a desafios que não conhecem nacionalidade, fronteira ou língua”. Problemas europeus que “precisam duma solução europeia”.