Esta semana, na Comissão TRAN, debatemos as prioridades para o relatório de opinião “Nova estratégia Marítima para o Atlântico”, do qual sou relatora de parecer pelo grupo S&D, onde sublinhei a importância de apoiar o desenvolvimento sustentável da economia azul e reforçar os princípios da Política de Coesão. Por sua vez, no ENVI, tivemos audições a algumas instituições que lideram a gestão da pandemia – EMA, ECDC e OMS – sobre as diferentes variantes COVID-19 e a eficácia das vacinas.

Sara Cerdas

Twitter Facebook

A Comissão Europeia adotou esta semana o primeiro plano estratégico para a aplicação do programa Horizonte Europa, o novo programa de investigação e inovação da União que mobiliza 95,5 mil milhões de euros a preços corrente. Este plano define as prioridades nos primeiros quatro anos do programa, designadamente nos domínios do clima, da transição digital e da economia ao serviço das pessoas. As primeiras candidaturas serão abertas já na primavera deste ano.

Carlos Zorrinho

Twitter Facebook

O Grupo S&D pediu esta semana ao Conselho para olhar para além dos números no que diz respeito à migração irregular e ter em consideração as nossas responsabilidades humanitárias em quaisquer parcerias com países terceiros. A cooperação com esses países tem que ser orientada pelos princípios da igualdade. Colocaremos em causa qualquer tentativa de seguir uma política de migração guiada por um conjunto de objetivos que se concentre fortemente no controlo da migração e na redução dos números, e muito pouco sobre a proteção dos direitos humanos e o respeito do direito internacional e humanitário.

Isabel Santos

Twitter Facebook

Falhar com o futuro

Uma das realidades mais chocantes do nosso espaço civilizacional é a persistência da pobreza infantil. Dos 91 milhões de europeus que em 2019 se encontravam em risco de pobreza, 18 milhões são crianças ou adolescentes, números que serão certamente exponenciados pela atual pandemia. Isto reflete uma falha profunda dos nossos sistemas de proteção social, apesar de serem os mais avançados do mundo. A riqueza não está a ser devidamente redistribuída.

É por isso que é tão importante concretizar uma das principais reivindicações do S&D e uma das prioridades da Presidência Portuguesa da UE: a criação de uma Garantia para a Infância, como uma das traves-mestras do Pilar Europeu dos Direitos Sociais. A Comissão irá apresentar em breve essa proposta sob a forma de uma recomendação, não vinculativa. Um passo importante, mas aquém do que se impunha. Uma coisa é certa: falhar no combate à pobreza infantil é falhar com as gerações que, no futuro, terão as rédeas do projeto europeu e do nosso destino coletivo. É falhar com o futuro.

Manuel Pizarro

Twitter Facebook

“O nosso objetivo: evitar um confinamento longo e, finalmente, permitir novamente a liberdade de viajar na UE.”

Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia

O “passaporte verde” deve ter um único objetivo: facilitar a livre circulação na UE protegendo a saúde pública, sem ferir a lógica do Espaço Schengen enquanto grande conquista da UE e símbolo maior da liberdade de circulação, direito primeiro da Cidadania Europeia. Compreende-se a pertinência e urgência da criação do passaporte num contexto dramático em particular para o turismo, setor tão importante da economia. Mas tal não obsta a que estejamos atentos, para que nada venha diluir o respeito integral pelos direitos fundamentais, nem gere novas formas de discriminação.

Isabel Estrada Carvalhais

Twitter Facebook

Esta semana cumprimos um ano de permanentes Estados de Emergência, com as consequências que todos conhecemos. Um dia, com o necessário e devido distanciamento, alguém fará a história destes extraordinários meses. Espero que esta foto seja então, apenas, um impressionante registo histórico, uma memória, destes tempos que temos vivido.

Pedro Marques

Twitter Facebook

Durante 8 dias, partilhei nas minhas redes sociais 8 razões para lutar pela igualdade de género, este ano direcionadas às necessidades da recuperação da crise. No final, deixei este desafio: escolham, na estratégia europeia para a igualdade de género, qual a prioridade no pós-crise - ou então digam qual é que devia estar na estratégia e não está.

Maria Manuel Leitão Marques

Twitter Facebook

No discurso que fez esta semana no Parlamento Europeu, a Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, garantiu que o BCE continuaria a apoiar a recuperação da economia com “todas as medidas adequadas”. Aos primeiros sinais de subida das taxas de juro nos mercados de dívida soberana, o BCE não hesitou em anunciar um “aumento significativo” do ritmo de compra de ativos no âmbito do seu programa de emergência, ao mesmo tempo que mantém as demais medidas de estímulo à economia. A política monetária do BCE está a fazer a sua parte, a política orçamental e de investimento deve agora fazer o resto.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

Se não conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informações consulte a página dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui