22 de abril de 2022
 

A invasão da Ucrânia pela Rússia inaugurou uma nova época nas relações externas na Europa e no Mundo, requerendo a revisão da política externa, de segurança e defesa da União Europeia. É neste contexto que, em nome dos Socialistas e Democratas, estou a negociar as recomendações do Parlamento Europeu para que a UE se adapte à nova realidade e esteja preparada para os desafios externos que tem pela frente, para defender a democracia, os direitos humanos e o respeito pelo direito internacional.

Pedro Marques

Twitter Facebook

As etiquetas “verdes” tornaram-se uma moda que responde a um desejo dos consumidores, mas que nem sempre se baseia numa prova consistente. Chama-se “greenwashing”, esta prática de dar um banho de verde a produtos ou serviços que de verde têm pouco. Saúdo por isso o anúncio de medidas pela Comissão Europeia visando aumentar a educação e a informação disponível para os consumidores e impondo obrigações a produtores e prestadores de serviços.

Maria Manuel Leitão Marques

Twitter Facebook

A família socialista europeia (Grupo S&D e representantes socialistas no Conselho, nos parlamentos nacionais e outras instituições) aprovou um documento estratégico que define as suas ambições para o projeto europeu que estão neste momento a ser discutidas na fase final da Conferência sobre o Futuro da Europa. Este é um documento que defende uma agenda progressista, por uma Europa mais forte, mais justa e mais democrática.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

Condicionar a educação? Não.

Esta crónica é sobre o financiamento da União Europeia a materiais educativos da Autoridade Palestiniana. São cerca de 30 milhões de euros o apoio anual da UE, cuja atribuição a Comissão Europeia quer agora condicionar à alteração dos currículos escolares, alegando que veiculam conteúdos antissemitas. A proposta partiu do comissário húngaro, Oliver Várhelyi, e já teve o repúdio de vários países europeus, entre os quais Portugal. Não podemos aceitar a introdução de mecanismos de condicionalidade na educação que podem anular o esforço de reformas feitas no sector educativo palestiniano e abrir a porta a abordagens mais radicais e extremistas.

De acordo com um estudo pedido pela UE ao Instituto Georg Eckert, os materiais escolares palestinianos cumprem os standards educativos da UNESCO. A UE está atenta não só ao lado palestiniano, mas também ao lado israelita. Temos de ter uma abordagem imparcial do conflito também na perspetiva educativa. Sempre num espírito de diálogo e cooperação entre a UE e a Palestina e Israel e não com propostas radicais, como a que é avançada agora pelo comissário húngaro.

Margarida Marques

Twitter Facebook

"A missão é clara: preparar a União Europeia para a próxima crise."

Kathleen Van Brempt, presidente da Comissão Especial COVID-19

E assim começam os trabalhos desta Comissão que terá como objetivo analisar a resposta europeia à pandemia nas áreas da saúde, democracia e direitos fundamentais, o seu impacto na sociedade e na economia, bem como o impacto internacional.

Sara Cerdas

Twitter Facebook

A democracia é determinada pela vontade do povo. A democracia europeia é determinada pela vontade dos povos de 27 nações soberanas. Quando a resposta solidária à pandemia e à invasão da Ucrânia faziam antever um novo ciclo de consolidação e aprofundamento do projeto europeu, eis que um ataque sem quartel do populismo extremista à democracia francesa colocou de novo em risco o futuro da mais extraordinária parceria de paz e progresso que existe à escala global. Nós, os europeístas, com mais ou menos discordâncias concretas, domingo temos que ser todos Macron.

Carlos Zorrinho

Twitter Facebook

Esta semana, o meu relatório sobre a Albânia foi aprovado por uma ilustrativa maioria dos deputados que integram a Comissão de Assuntos Externos (66 votos a favor, 4 contra e 3 abstenções). O Parlamento Europeu reconheceu, mais uma vez, o esforço feito por este país no sentido do cumprimento de todos os objectivos impostos pela UE para que se dê início ao processo negocial de adesão. Como podemos ver neste vídeo, a UE tem vindo a apoiar a Albânia através de diversos programas, entre os quais o EU4Municipalities. É chegado o tempo de irmos mais longe, sem adiamentos. Não podemos defraudar as expectativas dos albaneses.

Isabel Santos

Twitter Facebook

O Vício dos Livros, Afonso Cruz, Companhia das Letras

O Vício dos Livros, uma obra de um escritor português da “nova vaga” que muito aprecio, Afonso Cruz. É um texto muito divertido e inspirador, especialmente adequado para quem, como eu, tem… o vício dos livros.

Manuel Pizarro

 

Twitter Facebook

Manuel Pizarro foi eleito Presidente da Delegação Socialista Portuguesa no Parlamento Europeu até ao final da legislatura que ocorrerá em 2024. "Nos próximos dois anos pretendo dar continuidade ao trabalho em curso, assegurando a influência dos socialistas portugueses nas instituições europeias. Ao mesmo tempo, pretendo reforçar a ligação aos temas nacionais, alargando a presença dos eurodeputados em iniciativas no nosso país e a visibilidade dos temas europeus no espaço público nacional. Temos de continuar a avançar para uma Europa progressista e solidária que enfrente com firmeza e determinação os sucessivos desafios com que somos confrontados todos os dias."

Twitter Facebook

Se no conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informaes consulte a pgina dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui