06 de maio de 2022
 

A Conferência Sobre o Futuro da Europa, iniciada na Presidência Portuguesa, encerra-se no próximo dia 9 de maio e foi um importante exercício de democracia participativa. As conclusões deste ano de trabalho são claras: os cidadãos pedem uma Europa mais social, mais justa, mais solidária e mais participada, que seja capaz de responder aos desafios atuais em matéria de energia, alterações climáticas, transição digital e segurança. Algumas destas propostas exigem uma reforma dos Tratados, a discutir numa Convenção, mas a maior parte são propostas progressistas que podem e devem avançar desde já, explorando o potencial disponível no Tratado de Lisboa. É o que nos pedem os cidadãos.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

É mais um passo importante para a criação de uma União Europeia para a Saúde. Resiliente e solidária. A Comissão Europeia anunciou a criação de uma base de dados de saúde em toda a UE que permitirá aos cidadãos aceder gratuitamente e de forma digital à sua informação clinica em qualquer Estado-membro. Os cidadãos terão total controlo sobre os seus dados e poderão partilhá-los com profissionais de saúde de outros países, o que irá melhorar a prestação de cuidados de saúde, evitando nomeadamente a duplicação de exames.

Margarida Marques

Twitter Facebook

Esta semana debatemos no Grupo S&D a nossa posição conjunta sobre a saúde mental. O suicídio é a segunda principal causa de morte na Europa entre os jovens, segundo a UNICEF. Mas a saúde mental dos jovens piorou significativamente durante a pandemia em vários Estados-membros, em comparação com os níveis pré-pandemia. Precisamos de mais ações multidisciplinares, precisamos que a saúde mental seja uma prioridade na União Europeia. O S&D assume a dianteira nesta exigência.

Sara Cerdas

Twitter Facebook

Dia da Europa e cidadania europeia

O plenário da Conferencia sobre o Futuro da Europa (COFE) aprovou na sua sessão final realizada em Estrasburgo, 49 propostas e mais de 300 medidas para redefinir a União Europeia, baseadas em contributos recolhidos de forma aberta e participada em toda a Europa usando plataformas múltiplas, e formuladas por nove grupos de trabalho que envolveram cidadãos, membros das instituições comunitárias, das autoridades nacionais, regionais e locais, dos parceiros sociais e da sociedade civil.

Por iniciativa dos Socialistas e Democratas as conclusões foram debatidas no plenário do Parlamento Europeu e nele foi aprovada uma resolução que incita as instituições a terem em conta as recomendações adotadas. Criar condições para que o apelo da COFE para uma agenda progressista de transformação e reforço do projeto europeu se concretize é, num momento determinante de resposta à agressão contra a soberania e contra a liberdade perpetrada na Ucrânia pela Federação Russa, uma forma maior de celebrar a cidadania europeia e o dia da Europa.

Carlos Zorrinho

Twitter Facebook

"Precisamos de um federalismo pragmático capaz de abarcar todos os domínios atingidos pelas mudanças que estão a acontecer, da economia à segurança, passando pela energia.

Mario Draghi, Primeiro-ministro da Itália

Mario Draghi voltou a abanar o status quo europeu. Em 2012, como presidente do Banco Central Europeu, foi um dos principais responsáveis por estancar a crise das dívidas soberanas ao afirmar que faria "whatever it takes" para salvar o euro. Esta semana no Parlamento Europeu voltou a não ter medo de colocar o dedo na ferida e num discurso ambicioso traçar o caminho para uma União Europeia mais ajustada à realidade atual, mais ágil nas suas decisões e mais credível. O "federalismo pragmático" que defendeu, pode ser um novo momento "whatever it takes", mas desta vez poderá indicar o caminho para salvar o projeto da União Europeia.

Isabel Santos 

Twitter Facebook

Como tem sido hábito, desde que António Costa é Primeiro-ministro, o PS debate de forma aberta e transparente o Orçamento do Estado e presta contas aos portugueses. Esta é uma das grandes diferenças desde há seis anos: é possível governar cumprindo o que se promete e mantendo o rigor orçamental, mesmo em momentos difíceis como os que atravessamos. Só desta forma conseguiremos manter a confiança dos portugueses e ultrapassar, juntos, a terrível crise internacional que vivemos.

Manuel Pizarro

Twitter Facebook

Mais de 300 propostas submetidas por cidadãos europeus foram aprovadas no plenário da Conferência sobre o futuro da Europa. Um verdadeiro exemplo de participação cívica e de cidadania ativa que trouxe os cidadãos para o coração da decisão política. Assim se constrói uma Europa cada vez mais inclusiva e progressista, num modelo europeu que se quer aberto ao mundo e a todos quantos queiram participar no seu progresso e na sua evolução. Saibamos todos contribuir, para ajudar a progredir! É hora de construir uma verdadeira Europa Social!

Isabel Estrada Carvalhais

Twitter Facebook

21 Lições para o Século XXI", Yuval Noah Harari, Elsinore 

O israelita Yuval Noah Harari, filósofo e pensador, autor do best-seller "Sapiens", apresenta-nos “21 Lições para o Século XXI”, onde reflete sobre o mundo que nos rodeia. Elaborando sobre questões complexas como os desafios tecnológicos, a política, a verdade, o desespero ou a esperança, este livro inspira a nossa reflexão sobre realidades que conhecemos e o estado do mundo.

Pedro Marques

Twitter Facebook

Se no conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informaes consulte a pgina dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui